Menu fechado

O outono parece trazer (ou levar) muitas das minhas divag(ações).

Parece abrir espaço pra que sentimentos guardados encontrem formas de sair pra passear, e questionamentos antigos, à luz de um novo sol, evaporem, ou mudem de cor. Afinal, o que são as dúvidas, senão acúmulos?

Como se fosse óbvio: escolher manter o que é importante, e abrir mão de controlar o que quer que o vento leve. O outono favorece as trocas e as quedas, mas no fim não é sobre o que cai, nunca foi.

O outono é sobre o que permanece.